quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Sons da Macaronésia já estão no campo!

Na passada semana iniciamos o trabalho de campo do projeto Seabird Macaronesian Sound (SMS) para atualizar as populações de aves marinhas nos Açores através do som. O projeto inspirado no trabalho realizado na década de noventa pelo investigador Luís Monteiro e seguindo a sua base teve início na ilha do Corvo, acrescida às áreas de ação (através do co-financiamento do Governo Regional) já integrantes, caso da ilha das Flores, Santa Maria, Graciosa e São Jorge.

Foi na ilha preta que se ouviram os primeiros roques-de-castro Hydrobates castro e frulho Puffinus lherminieri (temos vindo a detetar desde 2011 com regularidade) da época as espécies que nidificam neste período de inverno e que se esperava encontrar, finda a ilha preta a equipa está agora na ilha Rosa, mais conhecida como Flores, em busca de mais Sons da Macaronésia, para a semana estaremos por São Jorge, será que vamos ter surpresas na ilha castanha?


Roque-de-castro. @Tânia Pipa
Roque-de-castro. @Tânia Pipa

Frulho. @Tânia Pipa

Uma coisa é certa, no meio das aves marinhas a companhia é sempre boa! 

Sem comentários:

Publicar um comentário