terça-feira, 19 de maio de 2020

Juvenis de frulho estão a abandonar os ninhos

O Frulho Puffinus lherminieri é um dos "primos" do cagarro Calonectris borealis que nidifica nos Açores, e passa toda a sua vida ao largo ao contrário do cagarro que migra para sul pela informação disponível, regressando à colónia apenas na época de reprodução (Dezembro a Maio), apesar de haver visitas regulares a partir de meados de agosto. Esta espécie com cerca de 140-275g (média 172g) caracteriza-se por ter um bico e patas azuis, e o branco se estender até acima do olho, põe um único ovo entre fim de janeiro a fevereiro, e a incubação decorre por 45 dias onde ambos os progenitores se vão revezando, comportamento que é mantido na alimentação das crias que abandonam os ninhos em fim de maio até início de junho. A população nos Açores (nidifica em todas as ilhas à exceção da Terceira, tendo recentemente sido ouvida mas sem confirmação de nidificação) é de cerca de 840-1530 casais (Monteiro et al., 1999).

Juvenil de frulho

Assim como, o seu "primo" o cagarro estes também são afetados pela poluição luminosa da iluminação pública das nossas vilas e cidades, pelo que desde este momento pretendemos despertar-vos para a saída destes juvenis.

Como exemplo, na ilha do Corvo temos vindo a recolher informação dos frulhos desorientados pelas luzes uma vez que é regular 1-2 desorientados por ano desde 2009 em colaboração com o Parque Natural de ilha, havendo ainda registos na Graciosa e em Santa Maria, onde se encontram as colónias acessíveis e alvo de monitorização.

Caso encontrem algum desorientado à semelhança da Campanha SOS Cagarro. contactem os vigilantes da natureza, pois a informação recolhida é extremamente importante para podermos minimizar o impacto desta ameaça nesta espécie tão vulnerável.

Esta informação está a ser recolhida no âmbito do Projeto LuMinAves que tem como principal objectivo a definição de uma Estratégia para mitigar o impacto da poluição luminosa sobre as aves marinhas na Macaronésia.

Nós e os frulhos agradecemos a colaboração!













Sem comentários:

Publicar um comentário