quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Sessão Pública: caminhando para um santuário, passado, presente e futuro


No passado dia 31 e em virtude da visita do director executivo da SPEA e do coordenador da SPEA Açores aos trabalhos do Plano de Acção Pós-Projecto LIFE "Ilhas Santuário para as aves marinhas" financiado pelo Governo Regional e com a Câmara Municipal do Corvo e o Parque Natural de ilha como parceiros, realizou-se a sessão pública do projecto.


Foto: Joaquim Teodósio

Desde 2009 os trabalhos desenvolvidos tem contribuído para a melhoria do património natural da ilha e em particular para a conservação das aves marinhas, trabalho que tem sido continuado após o projecto, desde 2013 e que tem permitido à ilha do Corvo caminhar para proteger a sua identidade ambiental. Para isso, têm sido essenciais os trabalhos de recuperação de habitat com a plantação de 9-12 espécies nativas, e que neste momento atingem as mais de 24 000 plantas entre as áreas de intervenção do projecto (Reserva Biológica do Corvo e Reserva Biológica de Altitude) e a Vila do Corvo, assim como, a monitorização das colónias de cagarro, que infelizmente e devido a predadores introduzidos como os gatos vêem o seu sucesso reprodutor diminuir para os 38%.

RBC

OTLJ, monitorização colónias de cagarro

Estas foram apenas algumas das acções apresentadas aos 32 corvinos que se encontravam no local, de ressalvar a presença da população jovem, o que vem mais uma vez comprovar o sucesso de um dos marcos do projecto e após este, a educação e sensibilização ambiental (com 1200 participantes e cerca de 110 actividades só no pós-projecto) que tem envolvido a população e principalmente crianças e adolescentes, que nos acompanham desde o início e que por essa razão serão presenteados com um pequeno prémio, como forma de agradecer e também de incentivar a continuarem a sua excelente colaboração. 

Sala do Conhecimento, Miguel César

Prémio T-shirt alusiva ao projecto da autoria da Sofia Cascais

Afinal, serão eles o futuro do Corvo e as vozes e mãos que no futuro poderão continuar o caminho traçado até agora, para um Corvo melhor, onde a Natureza e o Homem andam de mãos dadas e o seu papel como Reserva da Biosfera é fomentado.


Sem comentários:

Publicar um comentário