quinta-feira, 22 de abril de 2021

SPEA dá as boas vindas a dois novos técnicos

A SPEA Açores dá as boas vindas a dois novos técnicos: Beatriz Martins, Técnica de Conservação Marinha e a Bruno Márquez, Técnico de Conservação. Estes dois técnicos vêm reforçar a equipa da SPEA Açores, trazendo a sua experiência e vontade de trabalhar em prol da conservação das aves e do seu habitat.


É ao som do piano que apresentamos a nossa mais recente adição à equipa nos Açores...de Fátima a Aveiro, a Trás-os-Montes com passagem pela ilha do Corvo e pelos cagarros corvinos, de Coimbra até Cabo Verde na companhia da cagarra-de-cabo-verde...esta Bióloga encontrou a sua vocação...a conservação das aves marinhas e vem cheia de vontade de conhecer e aprender mais sobre as restantes aves marinhas da Macaronésia! Chama-se Beatriz Martins e podemos dizer que tem música nas veias, não tivesse ela tido formação e talento para o piano qual "Mozart" das aves marinhas com uma voz de rouxinol no meio do som mais metal de cagarros, frulhos, estapagados e painhos...vai dar sinfonia, será?!  Para encontrar esta artista terão que esperar pelas próximas aventuras num ilhéu perto de si, ou numa esplanada no Verão a desfrutar da companhia de pessoal descontraído e como bela tuga que é na companhia dos amigos de verão da maioria dos portugueses, a mini e o tremoço! 


E do Chile, temos o Bruno Márquez, arquiteto de Valparaíso. Atualmente a fazer o Doutoramento em Arquitetura (PDA) na Universidade do Porto, chega à SPEA para dar apoio aos trabalhos de conservação da Floresta Laurissilva como Técnico de Conservação na área de Arquitetura paisagista.

Bruno tem primado por orientar as suas investigações e projetos no sentido de melhor compreender de que forma a arquitetura pode servir como intermediário entre o ser humano e a natureza. Isto é, como o processo de desenho pode incorporar as variáveis do meio ambiente para colaborar com a conservação da biodiversidade, e que os sistemas naturais possam continuar a existir numa relação harmoniosa com o ser humano e a arquitetura. 

Na SPEA, vem trabalhar no projeto LIFE IP Azores Natura, particularmente na requalificação ambiental de um dos trilhos mais emblemáticos da ilha de São Miguel, o trilho de acesso ao ponto mais alto da ilha, o Pico da Vara, localizado na ZPE Pico da Vara/Ribeira do Guilherme. A intervenção a realizar pretende minimizar o impacto das visitas nos habitats naturais, aproveitando o processo para assegurar o restauro ecológico, e ao mesmo tempo, promover possibilidades de habitar este território de maneira sustentável.


A SPEA dá as boas vindas a estes dois novos elementos e o desejo de que o seu trabalho connosco seja repleto de sucesso e aprendizagem.





Sem comentários:

Publicar um comentário